Total de visualizações de página

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Contemplação lunar

Uma noite com uma bela lua cheia no céu serve de inspiração até mesmo para quem não gosta de escrever, basta olhar e apreciar, foi assim que tive bons pensamentos ao vê-la:

Contemplação lunar
Sinto-me bem em olha-la
Sintiria-me melhor se pudesse toca-la.
Pena, pena mesmo,
Toda noite, sempre a observo e a contemplo,
Até mesmo no dia em que não ha vejo, contemplo aquilo que poderia ser.
Lua. Bela lua, tão sublime e tão pura.
Que desde sempre dispertou,
A mais singela e plena beleza que poderia refletir.
O reflexo do brilho das estrelas que a tudo iluma e encanta.
A qual é a única que vai onde meus sonhos tanto gostariam de ir.
Aquela que invade o olhar daque a quem tanto desejo,
Aquela que se faz presente todas as noites no céu daquele que gostaria eu de estar.
Onde se tivesse tua sorte estaria a reupousar,
Serana, tranquila, doce, suave, mais que tudo:
Plena, tão plena que chega me causar inveja, gostaria de tua plenitude.
Como já sabes, queria eu mesma ser essa lua,
A lua que só eu consigo enxergar quando miro meus olhos ao céu e vejo
Lá, sempre lá, mesmo que seja dia, mesmo que não esteja lá.

Um comentário:

Made in Cinema disse...

Belos versos amiga eterna, você tem talento. Bom saber que algumas pessoas tem tanta beleza por dentro quanto por fora. Beijos!!